Pular para o conteúdo principal

Sexo e energia

  O sexo é a única energia que você tem.  A energia pode ser transformada, pode se tornar uma energia mais elevada. Quanto mais elevada ela for, menos sexualidade existe nela. E há um ápice final em que ela se torna simplesmente amor e compaixão. O florescimento final nós podemos chamar de energia divina, mas a base, a sede, continua sendo o sexo. Por isso o sexo é a primeira e mais baixa camada de energia, e a divindade é a mais elevada. Mas é a mesma energia que se move.
          A primeira coisa a ser entendida é não dividir  as suas energias. Depois que você divide, surge um dualismo. Depois que você divide, surge o conflito e a dificuldade. Depois que divide as suas energias, você fica dividido - fica a favor ou contra o sexo.
          O sexo tem de ser transformado, nem reprimido nem encarado com indulgência. E o único caminho possível para a transformação é ser sexual com uma percepção profundamente meditativa.
          Aprofunde-se no sexo, mas com um ser alerta, consciente, atento. Não deixe que ele se torne uma força inconsciente. Não deixe que ele controle você. Faça sexo de modo consciente, sábio, amoroso. Mas faça da experiência sexual uma experiência meditativa. Medite enquanto o faz. Foi isso que o Oriente fez por meio do Tantra.
          E depois que você se torna meditativo na experiência sexual, a sua qualidade começa a mudar. A mesma energia que estava sendo canalizada para a experiência sexual começa a se voltar para a consciência.
          Você pode ficar mais alerta durante o orgasmo sexual do que jamais poderia ficar, porque nenhuma experiência é tão profunda, nenhuma  outra experiência é tão absorvente, nenhuma outra experiência é tão total. No orgasmo sexual, você está totalmente absorvido, dos pés à cabeça - todo o seu ser vibrando, todo o seu ser concentrado. Corpo, mente - ambos estão concentrados na experiência. E o raciocínio pára completamente. Nem que seja por um segundo, quando o orgasmo atinge o seu ápice, o raciocínio pára completamente, porque você está tão entregue que não consegue pensar.
          No orgasmo sexual você é. O ser está ali sem nenhum raciocínio. Nesse momento, se você ficar alerta, consciente, o sexo pode se tornar a porta para o divino. E se nesse momento você conseguir ficar alerta, esse estado pode ser transferido para outros momentos também, para outras experiências. Ele pode se tornar parte de você. Enquanto come, caminha, faz algum trabalho, você pode manter este estado de alerta. Por meio do sexo, esse estado toca o âmago mais profundo do seu ser. Ele penetrou em você. Agora você pode mantê-lo.
          E, se você se tornar meditativo, passará a perceber um outro fato. O fato de que não é o sexo que lhe traz satisfação, não é o sexo que lhe dá êxtase. Antes, é o estado sem pensamentos da mente e o total envolvimento no ato que lhe dão um sentimento prazeroso.
          O sexo desaparece por meio da meditação, mas isso não significa que se destrua a energia. A energia nunca é destruída; só a forma da energia muda. Agora ela deixa de ser sexual, e quando a forma não é mais sexual, você passa a ser amoroso.
(Texto do livro: O Livro da sua Vida: crie o seu próprio caminho para a liberdade, de Osho, editora Cultrix)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como é feita a massagem tântrica e pra quê serve?

O corpo todo é tocado com toques sutis e suaves, depois costumamos falar que vamos esticar o corpo, quer dizer que vou colocar um pouquinho mais de pressão para soltar qualquer parte que tenha ficado presa, sempre com o auxilio de óleo para massagem, é um grande condutor energético. A respiração é a grande chave de tudo, com ela e mais o toque, muitas vezes você consegue ter pequenas descargas de energia, que chamamos de choques orgásticos. Dos pés à cabeça, o corpo é tocado , assim como o órgão genital, um dos “objetivos” do tantra é tirar o tesão dessa região e espalhar pelo corpo todo. São utilizadas manobras para que o sangue circule melhor na região trazendo mais sensibilidade, nada que lembre a masturbação, pois o corpo tem memória. Mesmo sendo feita dessa forma acontece da pessoa ter  orgasmos, pode ser seco ou não, é uma função natural do corpo. Pra quê serve? A massagem tântrica trabalha o sentir, o permitir, o ser de cada um. Também para : ·Baixo autoestima   Falta de libido ·Eja…

Novamente, Massagem Tântrica !

Massagem tântrica é uma massagem sensorial de despertar consciente do Sentir, Permitir e Ser, para homens e mulheres e casais.
Melhora o desempenho sexual e potencializa a libido. Equilibra e estabelece o corpo, além de despertar para o AGORA.
Restaura a sua confiança e a alegria de viver.
Tonifica os músculos sexuais,revigorando-os.
Desenvolve melhor qualidade na lubrificação dos tecidos.
Pode provoca orgasmos múltiplos ejaculatórios e não ejaculatórios.
Aumenta a intensificação do prazer.
Proporciona estados alterados de percepção e de consciência.
Naturaliza a sexualidade para estreitar o relacionamento e a intimidade a dois. Com o Tantra, é possível resgatar a autoconfiança e aprender a explorar e expressar sensações.
Conectar-se com o corpo é o primeiro passo para o êxtase.
A massagem tântrica permite dissolver pontos de tensão e eliminar bloqueios, usada também para: Ansiedade, Estresse, Dores,  Depressão, Síndrome Do Pânico, Baixo Autoestima, Baixa  energia sexual, Distúrbios …

Sabe o que é aceitar um convite sem compromisso?

O universo está lhe presenteando para que possa experimentar e vivenciar novas situações sem se preocupar com o compromisso do amanhã(o futuro). Novas, pois você já não é mais a mesma pessoa que era ontem. Cada situação será nova sempre, da mesma forma que você não é mais o mesmo, os outros também não são, as pessoas mudam, o clima muda, o ambiente muda. Deitar-se na grama hoje, com certeza será diferente de ontem ou de amanhã.     Ter a oportunidade de apenas viver o momento, sem dar importância para o “e depois” . Hoje é hoje, meu dia predileto. Achei perfeito! Hoje eu tenho a oportunidade de fazer diferente, de fazer o meu melhor neste momento, fazer de uma forma que faça mais sentido pra mim, aproveitar o que não pude em algum “ontem” deixado pra trás.
      As pessoas me perguntam “como faço coisas sem compromisso?”. Minha resposta é simples, “meu compromisso é comigo, é com o agora, é com o hoje, é aqui. Amanhã serei uma pessoa diferente, e terei outro presente.”                  …